Trânsito de Costa Rica requer mudanças e inovações para oferecer mais segurança

Noticias gazetacrnews em 23 de fevereiro, 2022 20h02m
Facebook Twitter Whatsapp

Dia de campanha de orientação aos condutores e pedestres.Foto: Divulgação/Arquivo.

Da Redação - O trânsito da cidade de Costa Rica requer mudanças urgente, considerando vários aspectos, que devem ser analisados pelas autoridades, seguindo de decisões para tornar a mobilidade urbana mais segura. Nos últimos 10 dias pelo menos 3 acidentes graves aconteceram na cidade, com duas vítimas encaminhadas para hospitais de Campo Grande. No ano passado, um acidente de trânsito levou uma jovem a amputar uma das pernas. 

Tem acontecido vários acidantes nas via urbanas de Costa Rica, claro, na maioria por negligência dos condutores, mas o estrangulamento do trânsito é uma situção notória.São poucas vias para muitos carros. Há uma concentração de veículos na área central, principalmente na avenida José Ferreira da Costa.  

A Prefeitura deu inicio essa semana, na sinalização das vias, pintando quebra-molas e as demacações de faixas de pedestres e PARE nos cruzamentos. É necessário avançar na sinalização de placas, sinalização de advertência e indicativa. 

Escolas: Iniciou o período escolar, centenas de país levam seus filhos para a escola, e pasmém, eles param os seus veiculos em frente às escolas. Isso causa muitos problemas para a circulação, não só de pedestres, mas tumultua o trânsito de veículos nas ruas que passam em frentes as unidades de ensino. O perigo é iminente, uma criança ou um adulto ser atropelado em frente às escolas. No horário de entrada e saída dos alunos deveria haver a proibição de circular com veículos na frente dessas unidades de ensino. Se proibir por 30 a 40 minutos, já melhora demais a circulação, principalmente no quisito de segurança. 

Publicidade

Vias: Está na hora do Departamento de Trânsito do município proceder um estudo para criar vias de mão única no centro da cidade. Ruas como Ambrosina Paes Coelho e Josina Garcia de Melo, deveria torna-se de mão única, e suas transversais, pelo menos até a rua do mercado do produtor. 

Caminhões: Ainda permanece caminhões estacionados em locais que atrapalham muito a fruidez e segurança do trânsito. Muitos moradores reclamam dessa situação, até algus enfatizam que não conseguem sair com seus veiculos das garagens. Nas proximidades do DETRAN, e agora com o funcionamento de um despachante, a situação se agravou. 

Fiscalização de orientação: A população quer a fiscalização, mas sem aplicação de multas, um sistema de orientação e de presença do policiamento de trânsito e de orientadores, sendo esses não policiais, mas um "tipo" guarda/orientador, que a Prefeitura deveria criar, para ajudar na orientação, presença nos cruzamentos e vias mais perigosas, proporcionando mais segurança aos motoristas e pedestres. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários