Imóveis Rurais em Costa Rica tem pauta máxima de R$ 27,6 mil por hectare

Noticias gazetacrnews em 24 de janeiro, 2022 17h01m
Facebook Twitter Whatsapp

Plantação de cana de açucar.

Da Redação - O poder público de Costa rica, através da Prefeitura Municipal, edita todos os anos a pauta de avaliação de terras (rural) e também lotes urbanos, e até o mesmo o metro qaudrado de construção para fins de cobrança de impostos, e valores que até poderia ser utilizados para desapropriações. Mas, o município não pratica a pauta da planta de valores para fins de desapropriações. Quando é necessário fazê-lo, o município faz mediante laudo de uma comissão que é designada para tal fim. 

São 32 faixas de localização que o município utiliza para avaliar os imóveis rural, sendo o que o local mais valorizado é na região da Baús, com R$ 27.690,76 por hectare. Esse valor já está com a atualização de 2022. Uma área com 5 km ao redor do centro urbano de Costa Rica está avaliada em R$ 23.503,97 - esse valor para áreas já formada ou mecanizada. 

No Chapadão da Lege ou da região do Bolicho Seco, os valores são menores: R$ 22.152,81 por hectare. O local menos valorizado, segundo a planta de valores do município é na região Ribeirão Jauruzinho, Jaurú, Taquarizinho, Furna da Piraputanga e divisa com o município de Figueirão, onde o hectare está fixado em apenas R$ 4.064,32, em locais de área bruta. 

Publicidade

A Prefeitura fará publicar ainda essa semana, no Diário Oficial do Município o decreto com todos os valores por cada faixa de localização e região que compõe o município de Costa Rica.  

Fonte: Decreto Municipal 4758/2021. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários