Quanto gasta em despesas o Palácio onde vai morar Bolsonaro e sua esposa

Cotidiano gazetacrnews em 21 de novembro, 2018 13h11m
Facebook Twitter Whatsapp
No Palácio da Alvorada mesmo fechado, em 14 meses foram gastos R$ 6 milhões com despesas de manutenção.

Da Redação – Quanto custa as despesas com a Presidência da República? A casa oficial do Presidente da República é o Palácio da Alvorada. O atual Presidente, Michel Temer, mora no Palácio do Jaburu, residencial oficial da Vice-Presidência da República. Temer preferiu ficar no Jaburu, pois acha que é mais aconchegante de que o Alvorada.

O Palácio da Alvorada, mesmo fechado desde 2016, só com despesas de manutenção, e sem que qualquer pessoa morasse por lá, foram gastos 6 milhões de reais. Só com energia elétrica foram gastos pouco mais de R$ 1 milhão, consumindo 1.740,647 kWh. A quantidade de energia gasta com o palácio fechado, faria para abastecer 777 residências, em média, pelo período de 14 meses.

Os gastos com os animais que tem no palácio, são 8 mil reais por mês. 36 galinhas, 20 emas, 11 patos, 8 gansos, 3 araras e cerca de 500 peixes.

Publicidade

Só há um indicador no Brasil que cresce na mesma velocidade d dívida pública: os gastos do gabinete da Presidência da República. Desde Fernando Henrique Cardoso, que chegou à Presidência da República em 1995, as despesas cresceram 10 vezes, um crescimento médio de 10% ao ano. Foi no governo Lula que as despesas foram mais acentuadas. De 2002 último ano de FHC, e o final de 2004, quando Lula já estava na presidência, o aumento dos gastos foram de 150%.

Os gastos com comida e o orçamento doméstico do Palácio da Alvorada, residência oficial do Presidente da República, não é nada modesto. Uma licitação que foi aberta em 2017 para realizar compras de comida, flores, decorar festas e eventos, e até futuros funerais - nada mais nada menos que R$ 480 mil, quase meio milhão de reais. 

Os gastos previstos com café, chá, leite, achocolatados, geléias, biscoitos, doces e salgados, a bagatela de R$ 137 mil. Por exemplo, a lista prevê a compra de 5 kg de figo seco, custanto R$ 329,00. Cinco mil barrinhas de ceral pelo valor de R$ 3.500,00. Por lá, não tem crise, e a mesa é farta.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários