Preço do suco prats aumenta 21% de dentro de uma semana em Costa Rica

Da Redação - Os preços de alguns produtos no Brasil estão aumentando consideravelmente, e isso se deve a algins fatores. Por exemplo, as constantes chuvas no sul do Brasil fez o preço do arroz aumentar, como também do feijão.

Noticias em 16 de março, 2024 12h03m

Da Redação - Os preços de alguns produtos no Brasil estão aumentando consideravelmente, e isso se deve a alguns fatores. Por exemplo, as constantes chuvas no sul do Brasil fez o preço do arroz aumentar, como também do feijão. O sul do país produz 855 do arroz que é consumido no Brasil. 

Em 2023, os preços dos alimentos e bebidas tiveram desinflação, mas em 2024, já segue pelo segundo mês os preços em aceleração. Tem o problema do varejo no Brasil, principalmente no que tange aos alimentos que depende dos atravessadores, aqueles que não produz nada e repassa aos supermercados, que majoram os preços ainda mais para passar aos consumidores.

O preço do suco prats em Costa Rica, que foi verificado a 14,00 na semana passa a garrafa com 900 ml, e hoje já está a 17,00. Isso representa 21% de aumento em uma semana. Essa variação para cima de forma instantânea, não coaduna com o preço da saca de 40 kg que permanece estável no mercado produtor. 

Publicidade

ARMA DO CONSUMIDOR - A única arma que o consumidor tem é deixar de comprar o produto que aumenta o preço do nada. Alguns comerciantes dizem que a demanda - isso quer dizer, quanto mais as pessoas compram, mas o preço aumenta. Esse tipo de conduta é gravemente ofensivo aos consumidores, que na maioria são trabalhadores, e que contam com o reajuste de salário uma vez por ano. Mas, o “tal mercado do sistema”, que se diz trabalhar com a demanda, quando na verdade deveria trabalhar com margem de lucro, colabora para o aumento da infração, colabora para que as pessoas tenham perca no poder de compra, e consecutivamente é uma mola compressora contra os trabalhadores. A única arma legitima dos consumidores e deixar de consumir aqueles produtos que sofre aumento repentinos, e que foge da margem aceitável de lucro.

Publicidade

Comentários